segunda-feira, agosto 02, 2010

A FORÇA DA UNIÃO

Todos os meses têm rotatividade na empresa, geralmente a mudança acontece envolvendo os técnicos, os supervisores, gerentes, ou superintendentes e andares ou prédios. Desde que entrei com a reclamação trabalhista muita coisa perdeu eficácia pra mim.
Assim como para outras amigas que também fizeram reclamação, contudo, hoje separa-nos (mudando de equipe de trabalho) de umas que estávam sofrendo mais e isso nos deixou feliz por elas, mas triste pela ‘separação’, por isso vem uma das meninas esta muito abalada com o assédio moral me dis durante almoço que já terei solicitado o próprio desligue se não tivéssemos ali e essa fala me fez perceber que ainda estou ali para ajudar e ser ajudada, para praticar o amor ao próximo e sentir essa necessidade de se ligar ao próximo como a si mesma.
E naquele momento em que ela me falou já trouxe um impacto grande, mas depois reviveu os sentimentos pelos quais ainda não houve a finalização do meu ciclo ali. Lembrei que sempre peço a Deus para ajudar primeiro os meus, pois penso que dessa forma sofrei menos e terei mais força para continuar.

Lembrei da oração de Francisco de Assis

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor,
Onde houver ofensa , que eu leve o perdão,
Onde houver discórdia, que eu leve a união,
Onde houver dúvida, que eu leve a fé,
Onde houver erro, que eu leve a verdade,
Onde houver desespero, que eu leve a esperança,
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria,
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado;
compreender que ser compreendido,
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe
é perdoando que se é perdoado
e é morrendo que se nasce para a vida eterna...

Um comentário:

Maria José disse...

Analice. Ajudar os outros é uma missão que cabe a todos nós cumprir nesta vida. Faça isso, amiga. O seu coração é grande, é humano, tem muito amor. Você está fazendo o que a sua intuição manda. Beijos e obrigada por sua amizade.