quinta-feira, janeiro 20, 2011

A PROCURA


Andei pelos caminhos da vida.
Caminhei pelas ruas do destino-
procurando meu signo.
Bati na porta da Fortuna,
mandou dizer que não estava.
Bati na porta da Fama,
falou que não podia atender.
Procurei a casa da Felicidade,
a vizinha da frente me informou que
ela tinha se mudado sem deixar novo endereço.
Procurei a morada da Fortaleza
Ela me fez entrar:
deu-me veste nova, perfumou meus cabelos...
fez-me beber de vinho.
Acertei o meu caminho.

Cora Coralina

2 comentários:

Maria José disse...

Quem é forte, sabe enfrentar os problemas da vida e fazer deles uma escola para ser feliz. Beijos, amiga.

Analice disse...

é muito importante, saber ser diante das problematicas da vida...

é belo mesmo esse poema... e cheio de verdades profundas...

bjs