terça-feira, novembro 16, 2010

CONTINUE ...


Como neste feriado (15/11) mãe e eu fomos ao interior visitar parentes e durante essas visitas acabamos compartilhando com algumas atividades familiares e uma delas é ir ao culto da Igreja onde eles professam a fé. A mensagem deste domingo foi sobre uma passagem bíblica muito bonita - O cego de Jericó Mt 20.29-34, Lc 18.35-43. A lição sobre a persistência, sobre as possibilidades daqueles que nos acompanham no dia a dia, muitas vezes não nos apoiam e poderão até nos reprimir durante a caminhada; fala sobre cultivo da nossa fé; dos nossos valores espirituais, fala da misericódia de Jesus para com todos. Fala que muitas vezes precisamos quebrar os tais protocolos de boa conduta dita pela sociedade onde estamos inseridos para alcançar uma benção. Achei importante, pois esse texto mostra que o corpo físico é instrumento do aprimoramento do espírito; que algumas vezes diante das nossas falhas nos deixamos cair, enfraquecer e entristecer nos perdendo pelos caminhos, mas Jesus e Deus nos chama sem protocolo, bastando nos fazer escutar por ele, podendo inclusive ser da nossa forma. E reafima que a motivação é interna. Não sei se é uma sindrome de quem esta na busca pela mensagem, me auxílio, pela tão esperado sinal para continuar na luta, pois no meu caso temdias que sinceramente, quero desistir, recuar ou sei lá o que. Portanto, me senti confortada durante essa fala.

Uma breve resenha sobre o texto que achei: http://www.quemtemsedevenha.com.br/cego_de_jerico.htm.

Na época em que Bartimeu, o cego, vivia, só existia um recurso para quem era cego: mendigar. E Bartimeu não fazia outra coisa:mendigava.

Ficava assentado às portas de Jericó e, de vez em quando gritava: “Bakshish! Bakshish“, que quer dizer 'esmola, esmola'. E passavam muitas pessoas por ali conversando e fazendo barulho, o que fazia Bartimeu gritar ainda mais alto: esmola, esmola.

Um dia ouviu falar do Messias prometido, que fazia milagres. Que um dia estivera em um casamento e transformara a água em vinho. Ele curava doentes, aleijados, surdos e...cegos.

Bartimeu ficou esperançoso de que esse Jesus passasse por Jericó e ele teria oportunidade de chegar perto do Mestre.

Certo dia, estando a pedir esmolas no lugar de costume, ouviu que Jesus em breve passaria por ali. Quando percebeu, pelo barulho, a aproximação de Jesus, gritou freneticamente: Jesus, Filho de Davi, tenha misericórdia de mim!.

Pretenderam fazê-lo calar-se, mas não conseguiram, e ele continuava gritando. De repente, Jesus o mandou aproximar-se. Ajudado por algumas pessoas, chegou perto do Mestre.

— O que você quer que eu faça?

— Que eu veja, respondeu Bartimeu.

E Jesus lhe disse: Pode ir embora, a sua fé o salvou.

Imediatamente seus olhos se abriram e ele começou a enxergar, e dava glórias a Deus.

2 comentários:

Afrodite disse...

Acho linda essa passagem bíblica!
E nos mostra que com fé,alcançamos tudo que almejamos!
Fez boa viagem?Divertiu-se?E sua mãe?Deu pra relaxar?
Um beijo!

analice disse...

é de fato, é uma bela passagem...
Nossa viagem foi otima, bastou pelo tempo, mesmo sendo apenas dois dias, mas quando estamos longe de casa, qualquer contato com os nossos, é refrigerador, renovador, esperanço, refoça a fé, nos alegramos, nos confraternizamos, amo tudo isso, sou muito brigona, mas tb muit fraterno com os meus.
Minhas mamis esta bem, nos strassamos um pouco, pois ela é diferente de mim, eu levo poucas coisas, ela leva tudo e mais um pouco, e quem tem que carregar? eu. mas de resto foi mara...
andei de bike, fiz caminhada, fui a igreja dos meus parentes, comemos lanches gostosos, demos boas risas, dormi bastante... tirei varias fotos,.. tudo que mais gosto....obrigada pela atenção e uma otima semana.