sexta-feira, agosto 06, 2010

A VENEZA BRASILEIRA


Eu sempre fui de contar a história da minha cidade por onde passava, inclusive na epoca de faculdade, quando havia encontro de jovens ou iniciava alguma amizade com pessoas de outras cidades e meu namorado sempre demosntrei as qualidades e informações sobre a minha terrinha.
E queria deixar registrada algumas informações de forma coordenada e juntei algumas informações pessoais e outras do google.

Eu sou recifense com muito gosto e esperança. Desde criança escutei que Recife era a Veneza brasileira, essas comparações com a cidade italiana Veneza se deve a semelhança com existências de rios que cortam a cidade, do grande numero de pontes que existem ligando os bairros, inclusive a ponte Maurício de Nassau é mais antiga ponte do Brasil.

Recife é uma das principais capitais litorâneas (oceano atlântico) do nordeste brasileiro, capital do nosso Pernambuco, possui uma área de 217,494 km². As atividades são variadas desde o turismo até comercio. Possui também o titulo de capital mais antiga brasileira.

O nome Recife vem da palavra arrecifes, que significa onde o mar se arrebenta e aquela proteção natural existente na divisão entre mar e praia, isto é, grande barreira rochosa de arenito (recifes) que se estende por toda a sua costa, formando piscinas naturais. Nós temos um clima quente umido, mesmo tendo as temperatuas altas mas temos fresco devido a proximidade com o mar.

Geograficamente falando ele situa-se em uma planicie aluvional, composta por ilhas, penisulas, alagados e manguezais, envolvidos por 5 rios: Mas os principais e famosos sao Beberibe e Capibaribe.

A vegetação é composta por restigios de mata secundaria ou terciaria, manguezais e campos sujos. Um trecho de mata atlantica, situada em algumas areas protegidas, como é o caso do parque de Dois Irmãos, o mais antigo parque municipal, amava passer por ele, até porque tinha passe livre pois era pesquisadora iniciante (entre 1998 a 2004).

Temos praias belas, sou suspeita para falar dessa maravilhas, das regiões florestadas e pequenos fragmentos de mangues. Adorava passear pelos parques, pela orla marítima. O bairro mais famoso é Boa Viagem, o mais elegante na minha visão é o Casa Forte. E como sempre adorei fazer caminhadas e conhecer arquitura, praças, parque e centros de eventos, incluindo, claro os shoppings.

Foi em Recife que houve as primeiras intervenções paisagísticas no Brasil com o Mauricio de Nassau e somos também a capital do Brasil holandês. E graças a eles temos muitos elementos culturais e melhorias quanto a intervenção até os dias de hoje. Seja na arquitetura, seja na passividade quanto aos cultos religiões e culturais. E sabemos que nem sempre foi assim e que lá atrás por volta do século 17 houve grandes disputas, batalhas, revoltas envolvendo nativos, holandeses e portugueses.
O recifense é trabalhador, alegre, carismático, muito receptivo e herdei muito tudo isso, incluindo a capacidade humantária.

Amo essa Veneza, e agradeço a Deus e a todos que contribuiram com a minha estadia nela, quanto conhecer a Veneza Italiana; como boa nordestina que não gosta de comparações porque Recife é Recife.
obs. As duas imagens é da Andressa Carvalho

2 comentários:

cris disse...

Aiii amiga! Meu pai é pernambucano, a familia dele está toda espalhada pelo estado, inclusive Recife. Infelizmente não conheço, só por foto e pelas histórias que eles contam, mas tenho fé que um dia vou e espero sinceramente que seja pra ficar...viajei muuuito com esse post viu? adorei ver que está melhor que ontem, tentei deixar comentário mas o blogspot anda me boicotando viu, orei por vc, porque me vi em cada palavra que escreveu, as vezes a gente fica assim mesmo, é uma sensação de que nada faz sentido. Aprendi que a melhor coisa a fazer é assumir o sentimento, reconhecer que é um momento. O tempo frio, céu cinzento, dá mais vontade ainda de estar com quem a gente ama, mas olha só, achei lindinho vc dizer que o amor está na Alemanha, já tive um namorado a distancia tambem, naquela época só dava pra se comunicar por carta ou telefone (raro pq era muito caro) mas era gostoso. Só fiquei longe do meu marido uma vez quando ele viajou a trabalho, só podia falar com ele uma vez por dia e ficava do lado do telefone esperando ele ligar...rssss...quanto a familia, é bom saber que sente falta, hoje em dia o que a gente mais vê é familia querendo se separar. Moro no mesmo quintal com toda minha familia, cada um tem sua casinha e agradeço muito a Deus por eles, mesmo com as diferenças que acontecem com todo mundo, a gente sente falta quando alguem viaja.
Espero que se recupere completamente, tenha um lindo final de semana - que você merece MUITO!
Fique com Deus e dá uma beijoca na sua mãe tá?

Beijão!

analice disse...

Hoje estava um pouco melhor, é que pelas coisas que estou passando às vezes fico mesmo um pouco cabaleada, como dizemos na nossa terra, mas bato a poeira e continuo...
e quanto a viver longe, eu escolhi, mas se nao tivesse feito isso muita coisa nao tinha mudado e nem tinha conhecido a doutrina,

quanto ao edi, é uma prova e tanto, e sinceramente tem vezes que penso em ficar apenas como amigo, porque busco coisas tão dificieis, porque nao me contento com o pequeno...

mas sei ... e nao quero discutir isso...
uma otima semana pra todas nós...
obrigada pelas lembranças para minha mãe..