segunda-feira, agosto 16, 2010

UMA SEGUNDA FRIA

O paulistano tem mania de exageros, é meio marketing, pois tudo é o mais, o maior, o único e não é diferente em relação ao frio, todos sai uma nota nos jornais de "maior" circulação informações ou destaque que a noite ou dia foi o "mais frio" e sempre quando vejo isso dou muitas gargalhadas e brinco com isso com as colegas de trabalho e/ou com a minha mãe, pois todos os dias são os mais frios do ano, do inverno, do mês, da semana para eles.
Contudo, vamos sobrevivendo, mas posso dizer que realmente esse ano está mais frio que no ano passado, claro que não lembro mais como foi o ano passado.
Na verdade com frio e chuva não faço muitas coisas, pois se nos dias normais eu quero a minha casa, nesses dias nem se fala, só estou indo ao trabalho e aos cursos porque são extremos, mas faz 3 meses que estou enrolando para volta as aulas da acadêmia e não consigo. Me falta coragem: Em maio fiquei me recuperando do acidente; em junho estava em férias e viajei durante todo o mês; em julho bateu preguiça, era o mês do meu aniversário e agora esse frio mortífero; o problema que já estamos no meio do mês e o lema é o mesmo: segunda eu vou e nada. Mas chegando hoje e com esse frio a coragem minou, pois que cheguei do trabalho e que fiz as coisas básicas, a coragem me levou para debaixo de dois ededrons e apenas as janelas estão um pouco abertas para reciclar o ar ambiente, como me faz falta um aquecedor, pois bem já estou enrolada a quase dois anos comprar desse o abençoado aparelho.
Na semana passada, tentei terminar o livro pra o trabalho mais ainda tenho uma boa parte, minha sorte que como estava planejando viajar e só voltaria agora em agosto, acordei com os professores para apresentar a última parte do livro. Mas estou indo. No dia 28 terei dois trabalho mas sobre o mesmo tema - Bezerras de Menezes. Ah! iniciei uma leitura muito interessenta Sexo e Obsessão do Divaldo Franco.
No dia 26 tenho uma audiência trabalhista, espero em Deus resolver nessa primeira. Só esse ano tenho duas audiência onde serei testemunha e uma no juizado de pequenas causas por propaganda enganosa. Espero que os recursos que me foram furtados me sejam devolvidos, pois os preciso para ajudar os meus, organizar um projeto e guardar o pouco que sobrar como reserva para o futuro.
Na semana passada enviei presentes para os meus pequenos sobrinhos, pois quase todos fazem aniversário nesse mês e os que ainda irão fazer também já mandei. E nesse ano, mesmo não concordando muito, mas como lá em Recife fez frio esse ano, mandei roupas de frio e eles amaram. Contudo, não mandei para 3 priminhas que são como sobrinhas também, filhas de uma prima. E olha o coração cortou e não farei mais isso, mesmo elas não presenciando, pois moram em outro bairro, eu sei que não mandei. E só estou falando isso, pois me prometi que quando for fazer algo pelos meus pequenos farei por todos, pois tenho lembranças não muito boa de receber lembranças inferiores a outros da minha família ou na escola etc, claro sei que é um aprendizado, mas não quero passar impressão de que sou mais de um do que de outro, espero passar sentimento de igualdade para eles, pois eles são a continuação da nossa família, que Deus abençoa dia a dia com a presença deles.
Engraçado, muitas vezes me pego padecendo porque fiz coisas que não combinam comigo ou que não gosto e fico assustada. Por isso o lema erra é humano, mas permanecer nele é burrice.
E Já sei como remediar isso, mas o aprendizado ficou.

Um comentário:

Maria José disse...

Analice. Estou passando hoje aqui bem rapidinho só para lhe dizer que pode levar o que quiser do meu blog. É um grande prazer para mim. Depois volto. Beijos.