terça-feira, dezembro 21, 2010

MÊS DO BOTA FORA!!!

Este mês constitui uma época em que mais gastamos, queremos transformar tudo, troca tudo, usar tudo... sei lá. Eu sempre fui básica, juro, tenho avessão a muitas coisas, mas como já dizia Paulo de Tarso: Quanto mais quero o bem mais faço o mal. Porque amo leitura, música, escritos, filmes, roupas e sapatos antigos, guardo todos os manuscritos, trabalhos publicados etc. Contrariamente a tudo isso, não gosto de gastar com acumulos de coisas, não posso usar muitos cheiros (devido a alergia), evito ter muitos moveis e objetos, pois moro numa casa pequena para não dizer minúscula. Embora, não tenha sindrome de solteiro, ou seja, comprar tudo pequeno. Gosto de ter coisas de qualidade e que garanta a durabilidade, pois desde muito cedo tenho essa consciência de conservação. Juro, geralmente dou coisas semi novas, mas com uma dor no peito e não por dar, pelo fato que eu querer ficar mais tempo. Contudo penso que não seja justo acumular tanta coisas e que preciso rever o guarda roupa, pois não é legal essa de usar as mesmas roupas sempre. Mas também não sou e nem posso troca o guarda roupa toda temporada, apenas incremento, tiro outras que não mais uso ou que esta muito batida (dizeres da minha querida mãe). Detalhe ela costura e isso significa que cada estação ela quer fazer peças diferentes para mim.
Mas centrando no assunto, na verdade é muito difícil tirar o "velho" para colocar o novo. E fiquei refletindo sobre isso. E me lembrei algumas dos motivos -
é mais confortável pelo tempo de uso;
é menos dolor;
é mais fácil de usar;
provoca menos incomodo mesmo se usar por determinado período ( isso vária do objeto pois se for um tênis desgastado para correr);
ele já possui uma porção da nossa energia impregnada;
dentre outras coisas.
Mas precisamos mudar, jogar fora o que não nos serve mais; arejar os espaços, dinamizar o ambiente, nos deixar mais leve, diminuir a cobrança, é mais higiênico... sei lá ... mais ecológico.
Eu sou estranha mesmo, não estou criticando ninguem que gosta, inclusive a minha mãe ama muitas coisas, muitos objetos, muitas roupas e vivi me dizendo que eu devia morar numa igreja. Mas nada como ve os cantinhos da casa, não se preocupar que tem muito enquanto o outro não tem nada.
E mesmo sem poder fazer forças e com dores, pois lavo a louça volto para deitar e fico até as dores passar depois começo a escrever ou navegar na net, depois paro um pouco. Eu estou seguindo as prescrições do ortopedista. Não deixe de movimentar mesmo que venha doer.
E reciclo o que posso, separo o lixo e ajudo a minha mãe a repensar isso, pois sei que não é muito da época dela (eu começo a conta a história dos catadores etc). Fico feliz por isso. Eu aprendo muito com ela e ela comigo.
E por isso tudo e um pouco mais, o que não estou usando já se foi ou ainda irá.

6 comentários:

Special' mom disse...

Oiiiiiiiiiiiii querida!!!!! Estou passando, te seguindo e amando o blog!!!

Eu aqui em casa uso muito a regra dos 6 com as roupas (6 meses), tirando as peças de festas o que não usar durante 6 meses dou para as pessoas que passam pedindo!
Separo uma outra parte para doar para uma instituição a qual ajudo a anos " Caminho para Jesus".

Os móveis eu nunca doei, sempre renovo "a cara" . Mas confesso que sou apegada materialmente em objetos de meus familiares que já se foram, especialmente nas coisas do meu irmão, como um som de 1984 e uma blusa. São as únicas coisas das quais tenho verdadeiro apego... sei que não é certo mas ainda estou naquela dor da saudade está tudo muito recente!!!!

bjos amiga!!
Sei que ando meio ausente, mas Samuel fica com uma infecção atrás da outra por causa desse clima instável! Custo a blogar, mas agora vou voltar, morro de saudades de todos!!!

bjos
Fique com Deus
muita luz e paz

Marianna disse...

Feliz Natal e feliz 2011!
bjs carinhosos

analice disse...

Obrigada pela visita, e fico feliz por ter mais uma amiga mesmo que virtual... é precisamos trabalhar o desapego,,, mas como mencionei no post tem coisas que ainda nao dar.... estou na luta... façamos um pouquinho por vez, buscando sempre impor a vontade transformadora e esclarecedora... pois ela sim nos guiará na transformação constante, bjs

e uma otima smeana, eu sempre leio quando posso e vejo que nao é facil...

analice disse...

Mariana,

fico feliz pelos seus votos...que Deus esteja sempre presente em nossos dias... foi bom ter conhecido um pouquinho do seu estilo de pensar e viver...

cris disse...

Oi amiga, eu tambem penso assim, costumo fazer geral em casa com frequencia, prefiro ter pouca coisa, que uso muito, do que muita coisa que uso pouco. O que não serve pra mim pode ser util pra outra pessoa e por ai vai...tambem costumava guardar papéis, mas tive que optar entre eles e o material de artesanato (por falta de espaço, minha casa tambem é pequenininha) e o trabalho é uma necessidade né?
Adorei esse post porque ele reflete bem minha linha de pensamento, me deu vontade de refletir sobre isso tambem, verdade, dificil abrir mão do velho pra deixar entrar o novo, isso não só com objetivos, mas até com sentimentos, principalmente os negativos, ruins, vê como a gente se agarra a magoa com tanta força que machuca, fere, enquanto o perdão, deixa leve, serena, feliz e é tão mais dificil de praticar?
Fiquei chateada com o problema no seu ombro, mas siga as recomendações medicas pra melhorar direitinho tá? pela descrição da sua rotina parece eu: faço uma coisa, descanço, faço outra, deito, não fico muito tempo na mesma posição, nem faço atividades por longos períodos, sempre faço pausas. Vá com calma e cautela que logo estará bem ok?
Tenho certeza que seu amado está com saudade, adoraria sua companhia, mas tambem senti o coração apertar por causa da sua mãe, eu tambem ficaria dividida, mas com certeza optaria por ela. Obrigada amiga, por sua luz, pela lições que sempre me dá, você é um exemplo.
Beijão!

analice disse...

ola, menina... vc como anda ? obrigada pelas energias.;; estou buscando fazer o que ele me pediu... eu busca melhorar logo... quanto aos toque sao validos né ... eu penso nisso sempre... sabe, sou relax com algumas coisas, mas ainda tenho fixação em outras e devagar chegaremos lá né? um abraço e como anda os preparativos para o natal...